autofagia é o escambau

10/11/2015

giacometti, atelier, 1932

(giacometti, sei la quando)

Queria eu ser sucinto ou lúcido como dizes, mas meu tempo tem sido cada vez menos dedicado ao ser em mim que quer estar em contato com o resto do mundo, por enquanto. Às vezes sinto como se eu alternasse: de dentro pra fora e de fora pra dentro, preso num ciclo, numa dança interminável de expelir-me pra depois me engolir de novo. Numa ou outra coisa da vida eu consigo parar de pensar tanto nas minhas próprias interpretações da experiência. Não é por nada não, capitã, mas eu gostaria de saber. Não apenas saber alguma especificidade dita em palavras questionáveis, eu gostaria de saber mesmo, de saber olhando no seu olho, no meio do seu abismo, pela janela da sua casa: quero te ver, mas quero te ver de tanto olhar, olhar até sumir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: